quarta-feira, março 14, 2012

POLÍTICA COMO FRONTISPÍCIO DO NULO

O Partido Socialista bloqueia qualquer iniciativa que vise apurar verdades amargas envolvendo os milionários instantâneos da política, especialmente porque nos últimos quinze anos, se é verdade que o PIB não crescia, os milionários supersónicos da política multiplicaram-se como cogumelos. Quaisquer indícios de corrupção, se depender da vontade do PS e de Cavaco, nunca passarão de indícios. Por isso agora se Zorrinho faz peito e não quer fronteiras na vergonheira do BPN, é de esperar que elas prosperem. Recorde-se o rato parido pela comissão de inquérito às falhas de supervisão do Banco de Portugal. Demasiadas fronteiras para o frontispício habitual. 

Sem comentários: