quarta-feira, março 14, 2012

TRAIÇOEIROS GOVERNOS-BORDEL

O Estado-PS, Governo anterior, fez o que quis. Pôs, dispôs. Desposicionou os riscos de quem arrisca para nós, os riscados de sempre: a lógica é esta «Que se fodam os contribuintes. Beneficiemos os amigos. Eles beneficiar-nos-ão.» Estas coisas nunca são grátis e parece que não há nada que os PEP-PS não façam. O facto de o Governo anterior ter passado os riscos de variação de impostos para o lado do Estado, nos contratos com a Ascendi (Mota-Engil), sucedendo o mesmo com a Lusponte, conforme acusa hoje o secretário de Estado das Obras Públicas, deveria ser passível de renegociação imediata, se for a bem, e de processo movido pelos cidadãos e grupos organizados, se for a mal, orelhas moucas, ideias poucas.

Sem comentários: