quinta-feira, junho 13, 2013

O HIPOPÓTAMO SOCIALISTA

Seguro tanto rasga as vestes e se deixa chocar como faz de Calimero: esta questão da data das Autárquicas é tão menor que não mereceria este tipo de queixinhas bacocas. Coisas verdadeiramente importantes? Das duas uma, ou os cadernos eleitorais são desinfectados dos eleitores emigrados e dos milhares de eleitores defuntos ou teremos uma abstenção virulenta, como sempre: a abstenção deveria aliás ser Governo. Quanto ao calendário, é igual. Ninguém vai desatar a votar com mais intensidade no caso perdido chamado PS ou nos demais casos perdidos e achados da partidocracia nacional, embora a realidade municipal seja muito peculiar. Os interesses da corrupção instalada na administração local não foram prudentemente beliscados, pelo que o défice moral seguirá como até aqui.

Sem comentários: